Evento será realizado no dia 30 de abril, no prédio da Fiesp, em São Paulo

A Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), a Subsecretaria de Inspeção do Trabalho (SIT) e a Superintendência Regional do Trabalho em São Paulo (SRT-SP), órgãos do Ministério da Economia, realizarão em 30 de abril o Seminário da Campanha Nacional de Prevenção de Acidentes (Canpat). O evento, que será realizado na sede da Fiesp, em São Paulo, foi concebido para incentivar o debate sobre a importância da gestão de riscos ocupacionais e da prevenção de acidentes e doenças do trabalho. Na programação estão previstas palestras e painéis. O seminário é dirigido às indústrias de São Paulo, envolvendo empregadores e trabalhadores, a estudantes e a instituições que vivenciam o meio prevencionista.

O evento terá dois painéis: um sobre sistemas de gestão em Segurança e Saúde no Trabalho (SST) e outro sobre o panorama atual em termos de gestão de SST. “Os palestrantes são profissionais ligados a pesquisa, empresas, Inspeção do Trabalho/Auditoria Fiscal do Trabalho e Advocacia Geral da União”, explica a auditora-fiscal do Trabalho e chefe da Seção de Segurança e Saúde no Trabalho da SRT-SP Renata Matsmoto.

Canpat – A Campanha Nacional de Prevenção de Acidentes do Trabalho é formada por um conjunto de ações voltadas à promoção de uma cultura de segurança e saúde no trabalho de cunho essencialmente prevencionista. Sua origem está ligada à Semana de Prevenção de Acidentes do Trabalho, instituída em 1953, mas apenas a partir de 1971 adquiriu caráter permanente. O objetivo principal da Canpat é implementar uma cultura de prevenção de acidentes do trabalho no Brasil e despertar a consciência da população para os danos que eles causam. Números oficiais apontam a ocorrência de mais de 549 mil acidentes de trabalho em 2017, com óbitos, mutilações, afastamentos e incapacitações permanentes e temporárias. “Esses números seriam ainda maiores, caso não tivéssemos problemas relacionados à insuficiência de registro e à subnotificação, assim como a não totalização de acidentes e doenças com servidores públicos, profissionais liberais, autônomos e outros”, enfatiza Renata Matsmoto.

O tema da campanha em 2019 tem relevância internacional. A Convenção 155 da Organização Internacional do Trabalho (OIT), ratificada pelo Brasil em 18 de maio de 1992 e publicada pelo Decreto Legislativo nº 02/1994, prevê como obrigação dos países signatários formular, praticar e reexaminar periodicamente a política nacional de segurança e saúde dos trabalhadores. Em 2017, a OIT divulgou que acidentes e doenças laborais consomem 4% do PIB mundial. “Esse índice implica, no Brasil, valores acima de R$ 200 bilhões por ano”, destaca Renata Matsmoto.

Segundo a auditora-fiscal, é fundamental uma reflexão sobre o assunto e a atuação de todos que trabalham nessa área. “O tema compreende, também, a necessidade de mudar a cultura de remediação pela de prevenção de acidentes”, afirma. “Ao longo do ano espera-se promover mais eventos da Canpat com outros parceiros e, assim, expandir a campanha para os mais variados ramos de atividade”, acrescenta.

Confira a programação do Seminário da Canpat 2019, realizado no dia 30 de abril, na Fiesp e inscreva-se aqui.  

Ministério da Economia
Secretaria Especial de Previdência e Trabalho
Assessoria de Imprensa
Rebeca Ramos 
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. 
(61) 2021-5449

Fonte: http://www.trabalho.gov.br